Minha teoria de como surgiram as baratas

Noé estava trabalhando pesado na construção da arca. Montou alguns cercados no quintal para guardar os pares de animais que ia juntando ao longo dos dias.

Mas já estava de saco cheio, tinha que fazer tudo sozinho enquanto Deus apenas lhe dava apoio moral. A esposa de Noé já não era mais atenciosa com ele, brigavam a maior parte do tempo, além de todo o stress envolvendo o dilúvio. Certo dia ele e Deus tiveram uma discussão. A esposa de Noé queria levar mais pessoas na arca, outros também exigiram. Mas Deus tinha um plano, tudo já havia sido combinado com Noé, e é assim que deveria continuar. Noé sabia o quanto aquilo estava sendo difícil para Deus.

Mas, um dos homens da arca queria levar o amigo, um bêbado, que já havia violentado mulheres e não tinha o menor respeito pelos animais. Outras pessoas souberam e deram um jeito de entrar também. Gente da pior espécie. Mesmo sendo contra as regras, e traindo a confiança de Deus, Noé os aceitou.

Deus viu tudo, nada lhe passava despercebido e pensou em uma forma celestial de dar o troco em Noé. Então ele deu um dia a mais para a construção da arca, poderia descansar se quisesse, e foi para seu laboratório de criação. Ele sabia como Noé gostava de insetos, tinha uma verdadeira paixão por eles, suas cores e formas.

No ultimo dia a arca finalmente estava pronta, os animais todos selecionados, inclusive os humanos. Tudo pronto para a partida. Noé escondeu todos os intrusos para que Ele não os visse.
Então, fingindo que não havia percebido o que aconteceu, Deus se aproximou de Noé e lhe entregou uma caixinha branca de papelão com furinhos bem pequenos na tampa.

Deus havia criado um inseto, tinha o corpo com cascas grossas e duras, meio viscoso e de cor marrom escuro. Com uma série de perninhas peludas, antenas, asas e olhos da mesma cor do corpo, mudando um pouco a tonalidade entre eles. Era um inseto nojento, que causou repulsa na esposa de Noé.

Noé então questionou Deus, lhe perguntando o porque de um ser tão feio e nojento. Eis que Deus em sua infinita sabedoria e esperteza respondeu:

– Para que se lembrem de que até o mais nojento inseto é uma criação minha, portanto é algo divino. Eu a chamo de…Barata.

Mas Noé percebeu, enquanto entrava na arca, que só havia uma barata. Indignado pensou em perguntar mas logo começou o dilúvio. Deus parecia ter entendido sua aflição e disse:

– Não se preocupe filho, essa praga se reproduz como o ar que você respira, estará em todo o lugar. Boa viagem.

E assim Deus trollou Noé, e toda a humanidade.

Mais:
Recomendo a leitura insetívora de Franz Kafka

3 Thoughts on “Minha teoria de como surgiram as baratas

  1. Hahaha
    teoria interessante

  2. Augusto Tenório on junho 5, 2012 at 1:17 am said:

    Muito bom =D

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Navigation